VOCÊ É MAIS QUE OS SEUS RESULTADO

Jogo brasiliense Override:Mech City Brawl está disponível no Nintendo Switch!
04/11/2019
Agenda Cultural 11/11 a 17/11
11/11/2019

VOCÊ É MAIS QUE OS SEUS RESULTADO

Tempo de Leitura: 2 Minutos

O sistema de avaliação mensurado por métricas e resultados, são definidos culturalmente em nossa sociedade. Essa cobrança social ainda que de forma inconsciente é repassada desde muito cedo. Por exemplo, é comum perguntamos para as crianças o que elas querem ser quando crescer, reforçando expectativas. Ou realizar brincadeiras que reforcem a competitividade e apenas valorizando o fato de ganhar.

 O próprio sistema de ensino organizado por pontuação reforça mais uma vez o resultado e muitos vezes não abrem espaço para que seja expresso as múltiplas expressões sociais que um estudante carrega seja em sua habilidade escrita, artística entre outros.

Não é errado querer ganhar, querer ser bem-sucedido, e ter boas notas. O que colocamos em pauta ao afirmar neste texto a frase você é mais que os seus resultados, é para superar o discurso da meritocracia reforçado socialmente justificando que se uma pessoa não obteve resultado a culpa exclusivamente é do indivíduo. Desse modo, não compreende os diversos fatores sociais, as diferenças, a fim de promover a equidade.

A respeito disso, ontem dia 03 de novembro de 2019, ocorreu a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio, ENEM que representa a principal porta de acesso à educação superior. Nesta perspectiva, jovens de todo o Brasil realizaram a prova na expectativa de inserção educacional, tendo que lidar com expectativas externas de familiares, amigos, sociedade e a própria cobrança interna. Cabe destacar que, obteve nota satisfatória está melhor preparado.

São levados em consideração os diversos fatores sociais, até a própria condição de privilégio. A respeito disso, de acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística- IBGE aponta na síntese de indicadores sociais 2018 a seguinte informação “Dos alunos que completaram o ensino médio na rede pública, apenas 36% entraram numa faculdade. Para os da rede privada, esse percentual mais que dobrou: ficou em 79,2%. ” Ou seja, percebemos que o acesso não é igualitário. 

Por isso, lembre-se, você é mais que uma prova, você é mais que um resultado, não compare o seu progresso com o do outro e continue fazendo a sua parte e não desista.

Isis Tainah
Isis Tainah
Uma assistente social e Gestora de Políticas Públicas que se reinventou na área da digital influência em Brasília com um nicho ampliado de estilo de vida, empoderamento, beleza e cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *